Aspirantes

  Dom Bosco disse: "O que somos é presente de Deus; no que nos transformamos é o nosso presente a Ele"

25 de ago de 2012

História Vocacional - P. Narciso, sdb - Parte 1

Olá pessoal! Essa semana estamos colocando a História Vocacional do P. Narciso Ferreira, SDB. Essa é a primeira parte, semana que vem colocaremos a segunda parte.


P. Narciso Ferreira nasceu na cidade de Cruzeiro, Estado de São Paulo, aos 14 de junho de 1938. Filho de José Pedro Ferreira e Benedicta Rodrigues de Abreu Ferreira que tiveram nove filhos. Família simples, de muito trabalho e religiosidade popular bem esclarecida. Regime familiar firme, forte, duro. Fez sua primeira comunhão no dia 01 de janeiro de 1947.  Ele é de uma família sacerdotal. Teve três tios sacerdotes diocesanos na Diocese de Campanha (MG) e teve também duas tias uma religiosa da Congregação da Divina Providência e uma entre as Filha de Maria Auxiliadora, irmã salesiana.

P. Narciso Ferreira, SDB
Primeiro contato com os Salesianos

O Oratório de Cruzeiro fundado aos 30 de agosto de 1919 foi o lugar do seu primeiro contato com os salesianos. Estes vinham da cidade de Lavrinhas todo fim de semana para o Oratório, catecismo e missa, e de Lorena vinham estudantes de filosofia para a assistência, catequese e animação nos cânticos, liturgia e pátios. Neste ambiente bom, como coroinha, começa a curiosidade do saber dos mistérios que se celebrava e das histórias de missionários que se ouvia. Chega à decisão de ingressar no seminário para fazer parte daqueles que animavam tão admiravelmente as festas de D. Bosco e Nossa Senhora Auxiliadora naquela cidade todos os anos, os aspirantes de Lavrinhas.  Interessante que esta solenidade marcou sua vida particular e familiar a ponto de ser o ponto de referência fazer parte daquele grupo de animadores: cânticos solenes e maravilhosos, banda exata e precisa nos seus toques, procissão piedosa e esplêndida no seu testemunho de fé juvenil.

Itinerário formativo - O 08 de janeiro de 1950 foi o dia de seu ingresso no pré aspirantado que funcionava na  Escola Agrícola Cel. José Vicente, na Rua Cel. José Vicente, 623 em Lorena; para lá foi com dois outros colegas que também se tornaram padres salesianos. Esta instituição doada para os salesianos no início do século foi aspirantado (1902), abrigou  noviciado e foi também pós noviciado. Eram uns sessenta pré-aspirantes que faziam um curso preparatório para o curso ginasial da época, chamava-se curso de Admissão. Dava-se muita atenção ao canto, à liturgia, à banda, ao estudo da história sagrada e do catecismo.

Chegada em Lavrinhas: No dia 12 de fevereiro de 1951, padre Narciso chega em Lavrinhas, de caminhão, com mais meninos provenientes de Lorena, da Escola Agrícola para todo o ensino fundamental e médio aí ficando até 1957.
O noviciado foi em Pindamonhangaba com mais vinte e quatro colegas em 1958.  A oração, o estudo da língua portuguesa, do latim, do italiano, do grego, da história sagrada, o saber de cor as Constituições Salesianas, eram as principais atividades. No dia 09 de março de 1958 foi o dia de recebermos a batina. Quem deu a batina para a nossa turma foi o bispo eleito de Campo Grande, D. Antônio Barbosa, até então, inspetor salesiano. Aos 31 de janeiro de 1959 emiti a primeira profissão religiosa na congregação salesiana nas mãos do P. José Stringari.
O pós noviciado: foi novamente na tradicional cidade de Lorena que recebe os neo professos de 1959.
Suas atividades pedagógicas: Após seus estudos filosóficos e faculdade, obteve licenciatura em Filosofia e História. Partiu para o tirocínio prático nos anos de 1962 e 1963 como assistente dos alunos, os maiores em idade e escolaridade e professor no Colégio São Joaquim de Lorena; no ano de 1964, também assistente dos alunos maiores e professor no Liceu Nossa Senhora Auxiliadora em Campinas. Em seguida fez os votos perpétuos nas mãos do P. Daniel Bissoli, inspetor.

Os estudos teológicos foram realizados em S. Paulo, Instituto Pio XI – Lapa. Foi ordenado sacerdote na  solenidade de S. Paulo e S. Paulo, 29 de junho de 1968 no santuário do Sagrado Coração de Jesus pela imposição das mãos de D. José Thurler, Bispo Auxiliar de São Paulo. Agora ele é sacerdote por toda a eternidade.

Sua primeira missa foi na sua cidade natal, Cruzeiro no dia seguinte rodeado pelos seus familiares, seus dois tios padres, o padre Francisco Pedro Ferreira e o padre Salvador Pedro Ferreira, da diocese de Campanha – MG, o padre Salvador De Bonis, inspetor salesiano e outros salesianos sacerdotes. Seu lema sacerdotal foi “com a Mãe de Jesus para anunciar a paz”. Quis ele tomar de S. Paulo aos Efésios, 2, 17 como lema e procurar realizá-lo inspirado em Maria.

Na terça-feira dia 28 de agosto, iremos postar a segunda parte da História Vocacional do P. Narciso Ferreira. Não perca e acompanhe!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...