Aspirantes

  Dom Bosco disse: "O que somos é presente de Deus; no que nos transformamos é o nosso presente a Ele"

9 de ago de 2012

História Vocacional - José Rodolfo, sdb

Paz e bem Galera!
Como esse é o mês vocacional, propomos em toda semana colocar a História Vocacional dos Salesianos aqui de Pinda. A primeira é do José Rodolfo, Assistente dos Aspirantes.

História vocacional

Fala pessoal do blog sersalesiano...sou o salesiano...rs.. José Rodolfo..e estou aqui para partilhar um pouco com vocês sobre a minha história vocacional. Você pode estar se perguntando: mas, o que é uma história vocacional? O que que ele está querendo dizer com isso? Calma! Fique tranquilo, pois é algo muito simples de se entender.
Todos nós temos nossa história de vida, nossa família, nossos amigos, nosso contexto, nossa fé. Nesse sentido, mais no âmbito da fé, nós podemos reler nossa história através de algo que seja importante, de algo que conduza nossa vida, nossas escolhas... A história vocacional é a releitura que fazemos de nossa vida com os olhos da fé procurando encontrar os sinais que Deus deixou nela para saber para onde Ele quer nos levar, para o que Ele nos chama... O que Ele quer de nós...
Assim, quero partilhar com vocês um pouco do caminho a que Deus me conduziu para chegar onde estou, a quem sou: salesiano de Dom Bosco.
José Rodolfo
Nasci em São José dos Campos, mas vivi até os meus, praticamente quinze anos, com minha família em Jacareí. Minha mãe se chama Cecília e meu pai Alexandre, tenho dois irmãos, Adolfo e Pedro, ainda perto de nós morava minha avó materna Maria, minha vizinha, e meu avô paterno José Benedito que morava com a gente até seu falecimento ano passado. É uma família muito bonita, gosto muito do meu lar, sinto-me muito bem com eles...além de serem todos, é claro, corinthianos...rs.
Nesse ambiente nasci, fui criança e cresci...e nele fui encontrando sinais do que Deus queria de mim. Aos sete anos de idade comecei a participar, com meus pais, da Paróquia Imaculada Conceição. Chamou-me muita atenção a figura do padre, e naquela época já esbocei certo desejo de me lançar nesse caminho. Entrei para o grupo de coroinhas e gostei muito das amizades que fiz.
Minha mãe é professora, foi com ela que meus irmãos e eu aprendemos a ler e a escrever, como ela queria criar em nós, desde cedo, o hábito da leitura, sempre exigiu que constantemente tivéssemos um livro às mãos. Com dez anos, havia em casa algumas biografias de santos, li o livro Uma biografia nova de Dom Bosco, do P. Terésio Bosco. Fiquei deslumbrado com a história de Dom Bosco, com sua vida, suas habilidades, a presença constante de Deus, a tal ponto que quis me tornar outro Dom Bosco... Contudo, o livro foi para a prateleira e eu me esqueci de Dom Bosco.
Dois anos depois, o vigário de minha paróquia, que havia sido pré-noviço salesiano, nos contou algumas de suas aventuras no seminário, e nos falou sobre a vida salesiana. Logo me recordei de Dom Bosco, e dessa vez não deixei passar. Procurei na internet e entrei em contato com um padre de Portugal, P. Valdo, conversei por e-mail com ele, pelo qual me indicou a Paróquia Sagrada Família em São José dos Campos.
Entrei em contato com os salesianos da comunidade paroquial, comecei a fazer os encontros vocacionais, li e estudei mais sobre Dom Bosco e fiz a convivência em Pindamonhangaba.
Após esse processo de discernimento fui aceito no aspirantado em Piracicaba, onde morei nos anos de 2005 e 2006...nesse período cursei o ensino médio no colégio Dom Bosco Assunção, em 2007 fui para São Paulo e conclui o terceiro ano no Liceu Coração de Jesus. Em 2008 fiz o pré-noviciado em Lorena. 2009 o noviciado em São Carlos. Fiz a profissão religiosa no dia 31 de janeiro de 2010. Em 2010 e 2011 morei em Lorena, no pós-noviciado, onde cursei o segundo e o terceiro ano de Filosofia e trabalhei no Oratório Santa Edwiges. E nesse ano moro aqui em Pindamonhangaba, no aspirantado, onde realizo meu ano de tirocínio, ou assistência.
José Rodolfo, sdb
Foram anos muito bons em que pude aprofundar um pouco mais minha experiência de Deus, de vida fraterna e trabalho pastoral. Sei que o caminho é longo, mas tem valido a pena cada ano que tenho entregado minha vida dessa forma. Os amigos que fazemos, os testemunhos que vemos, a entrega, nos ajudam a encontrar proximidade com esse Deus que muitas vezes parece tão distante, mas que sempre está perto de nós, basta abrirmos nosso coração e O deixarmos agir. O caminho é longo, mas a vida passa rápida, como diria Oscar Niemeyer... a vida é um sopro... será que conseguimos sentir a presença de Deus nesse sopro que é nossa vida? Qual é sua história vocacional? O que você tem feito do belo sopro que Deus lhe deu? Por onde você tem deixado marcas de sua presença? Já pensou em ser salesiano? Deixar-se soprar por Deus em meio a juventude? Pense nisso!
José Rodolfo, sdb

Fique ligado! Semana que vem tem mais!

3 comentários:

  1. Muito bom, excelente testemunho de vida e entrega a Deus! Esse menino vale muito mais que várias riquezas desse mundo! Parabéns meu irmão, conte sempre com minhas orações e ajuda!

    Val

    ResponderExcluir
  2. José Rodolfo, um testemunho muito bonito e simples, que qualquer jovem pode ler e sentir que o chamado de Deus nos é feito no dia a dia, sem complicações, basta que, como você disse, abrirmos o nosso coração.Parabéns!Deus te dê perseverança em sua caminhada e o abençoe!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...