Aspirantes

  Dom Bosco disse: "O que somos é presente de Deus; no que nos transformamos é o nosso presente a Ele"

16 de mai de 2010

São Domingos Sávio (Festa: 6/5)

1842-1857


Domingos Sávio nasceu no dia 2 de abril de 1842 em San Gio­vanni di Riva, perto de Chieri, na província de Turim, Itália. Cresceu numa família rica de valores. Desde criança, impres­sionou a todos pela sua maturidade humana e cristã. Esperava o pa­dre fora da igreja para ajudá-lo na santa Missa, mesmo debaixo de neve. Estava sempre alegre. Levou muito a sério sua vida espiritual, a ponto de - admitido à primeira Comunhão com apenas 7 anos ­traçar para si, num caderninho, um projeto de vida: "Farei a confis­são muitas vezes e comungarei sempre que o confessor permitir. Quero santificar os domingos e dias santos. Meus amigos serão Jesus e Maria. Antes morrer que pecar".
Aos 12 anos, encontrou-se com Dom Bosco e lhe pediu para ser aceito no Oratório de Turim, porque desejava ardentemente estudar e ser padre. Dom Bosco admirado lhe disse: "Parece-me que aqui temos um bom pano”. "Então, eu serei o pano, e o senhor, o alfaiate", respondeu [)l1llllllgoH.
Acolhido no Oratório, pediu a Dom Bosco que o ajudasse a "tomar­-se santo". Humilde, Sempre sereno e contente, punha grande empenho nos deveres dI' estudante e em servir aos colegas, ensinando-lhes o catecismo, cuidando dos doentes, pacificando os litigantes ...
Sempre que um novo colega entrava para o Oratório, lhe dizia:
"Saiba que aqui nós fazemos consistir a santidade em estar sempre muito alegres", Procuremos "só evitar o pecado como um grande inimigo que nos rouba a graça de Deus e a paz do coração, e vamos cumprir com exatidão os nossos deveres".
Tenazmente fiel ao seu programa, sustentado pela intensa partici­pação nos sacramentos e por filial devoção a Maria, alegre nos sacri­fícios, Deus o cobriu de dons e carismas.
No dia 8 de dezembro de 1854, dia em que o Papa Pio IX proclamou o dogma da lmaculada Conceição, Domingos se consagrou a Nossa Se­nhora e começou a avançar rapidamente pelo caminho da santidade.
Em 1856, junto com alguns amigos do Oratório, fundou a Compa­nhia da lmaculada, para se empenhar numa ação apostólica de gru­po. Mamãe Margarida disse a Dom Bosco: "Você tem muitos meni­nos bons, mas ninguém supera o belo coração e a bela alma de Do­mingos Sávio". E explicou: "Eu sempre o vejo rezar. Fica na igreja mesmo depois dos outros. Todo dia ele deixa um pouco o recreio para fazer uma visita ao Santíssimo Sacramento. Na igreja se com­porta como um anjo no paraíso".
Morreu em Mondonio em 9 de março de 1857. Ainda não tinha 15 anos. O próprio Dom Bosco escreveu sua biografia. Chorava sempre que a relia. Seus restos mortais são venerados na Basílica de Maria Auxiliadora, em Turim. Sua festa se celebra no dia 6 de maio. Pio XI o definiu como "um pequeno, antes, grande gigante do espírito".
É padroeiro das mães gestantes. Por sua intercessão, muitas são as que testemunham graças surpreendentes.

PIO XII BEATIFICOU-O EM 5 DE MARÇO DE 1950
CANON1ZOU-O EM 12 DE JUNHO DE 1954.

Fonte: Livro: Santos na Família Salesiana Ed: Salesianas

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...