Aspirantes

  Dom Bosco disse: "O que somos é presente de Deus; no que nos transformamos é o nosso presente a Ele"

24 de abr de 2012

Primeira tipografia salesiana completa 150 anos


A gráfica fundada por Dom Bosco comemora seus 150 anos. Iniciada de modo bastante familiar, a tipografia de Valdocco alcançou rapidamente excelência na área da imprensa e da encadernação, tornando-se escola profissional e forjando gerações de hábeis e apreciados artesãos e mestres do livro. Para comemorar estão sendo realizados entre 19 e 21 de abril, em Valdocco, três dias de conferências, laboratórios e minieventos.
O primeiro a admirar-se, hoje, seria exatamente ele - o fundador, Dom Bosco – após passar tanta tinta pelas prensas tão desejadas há 150 anos e já substituídas pelo computador e impressoras laser. Duas coisas, entretanto, não mudaram e delas ele se orgulharia ainda mais: o clima de família que ali se respira e o seu profissionalismo.
A “Tipografia do Oratório”, como era chamada a primeira Escola Gráfica Salesiana, começou a produzir em 1862, com apenas duas máquinas (com roda) e uma prensa. Entretanto, pela excelência das suas edições, a fama se impôs rapidamente quer na Itália, quer na Europa.
Dom Bosco era conhecido como grande comunicador e dizia de si mesmo: “Nessas coisas Dom Bosco quer estar na vanguarda do progresso”. E para confirmar, ele e os seus sucessores mantiveram a gráfica sempre na altura dos tempos, adaptando-a às novas tecnologias.
A 150 anos do começo, portanto, a Comunidade Salesiana de Valdocco, Turim, Itália, mantém a Empresa gráfica e o Centro de formação profissional gráfico recorda o evento para saber olhar e construir o futuro com a mesma coragem e a ousadia de Dom Bosco.
Para o “aniversário”, programaram-se três dias de atividades: quinta-feira, 19, sexta-feira, 20, e sábado, 21 de abril. Nos dois primeiros, serão realizados encontros de atualização e laboratórios sobre as novas tecnologias para a editoria e a comunicação. Sábado, 21, pela manhã, está programada a visita à mostra rememorativa dos 150 anos: será a ocasião para admirar de perto uma antiga máquina impressora, que enriquece o cartaz evocativo, oferecido a seguir como homenagem aos presentes. As atividades prosseguem com o congresso/mesa redonda “Um futuro já ‘impresso’ no passado e um amanhã impresso por 150 anos”, do qual participarão autoridades civis e religiosas. E por último, acontecerá a premiação do concurso para o “Cartaz celebrativo da Tipografia de Dom Bosco”.
Será possível visitar a exposição fotográfica sobre os 150 anos de atividades da Tipografia, a reconstrução da Tipografia com as tecnologias do passado e os laboratórios com as novas tecnologias.
O livro parece ser a vítima indubitável de uma comunicação cada vez mais veloz, eletrônica, digital. Entretanto “o livro não é apenas um objeto de rápido consumo, mas uma expressão de arte, de mestria, de capacidade profissional e de competência – lê-se na brochura comemorativa –. É uma linda encadernação, um papel escolhido a dedo. São caracteres que recamam e acompanham o texto. E se ler é um prazer, nós ainda sabemos como presenteá-lo”.

Fonte:  Fonte: ANS - Turim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...